31 de dez de 2011

Os queridinhos da internet

A comunicação é mesmo sem fronteias no mundo de hoje. Que o diga a internet.

Pesquisa da empresa Nielsen aponta os sites mais acessados este ano nos Estados Unidos.

O Google foi o site de busca mais acessado. Recebeu 153,4 milhões de visitantes.

O Yahoo obteve a marca dos 130,1 milhões.

MSN, Windows Live e Bing tiveram 115,9 milhões de visitantes.

Youtube contou com 106,7 milhões.

O Facebook foi a rede social que teve 137,6 milhões de acessos. O Facebook tem 800 milhões de usuários no mundo. É líder mundial na categoria de redes sociais e blogs.

O Blogger teve 45,7 milhões de acessos.

O Twitter 23,6 milhões.

Resumindo:

Os grandes vencedores são: Em se tratando de página de busca é o Google. Depois vem o Yahoo.

Nas redes sociais não se bate o Facebook que é líder absoluto em sua categoria.


29 de dez de 2011

Mandinga do bem: Isso existe?

 Amuletos: Olho-grego, bolsa de dinheiro, trevo de quatro folhas e pimenta
 Romã
Fitas do Senhor do Bonfim, Bahia

Não faltam feitiços para tentar garantir bons fluidos e grandes realizações para 2012. Hoje, Ana Maria Braga e o louro José ensinaram várias simpatias ao vivo no programa Mais Você, da Rede Globo.

No clima de réveillon, as simpatias da apresentadora foram: Sal grosso para renovar as energias, receita de lentilha para sempre ter dinheiro no bolso, arroz nos cantos da casa para a família ter prosperidade, colocar ramos de trigo na mesa da ceia para atrair fartura, entre outras.

O Correio Braziliense, caderno Cidades, também publicou reportagem afirmando que existe “mandinga do bem” e que “não custa acreditar”, nem tentar. Mas será que não custa mesmo?

Custa sim, e o preço espiritual dessa prática é altíssimo. Abrem-se portas para a ação diabólica na vida das pessoas que praticam simpatias, enfim, feitiços gerais, mesmo que disfarçados com nomes diversos e modernos. Parece uma brincadeira inocente, mas não é.

Toda vez que uma pessoas desvia o foco da fé e da adoração, tirando-os de Deus, pratica idolatria que é condenada pela Bíblia.

Não podemos crer que uma figa, um punhado de sal atrás da porta, comer romã na passagem do ano, oferecer flores para santos, comer lentilha ou vestir-se de branco garanta fartura, dinheiro, saúde, amor no ano-novo. Isso é desviar o foco da fé. É deixar de crer que Deus é a fonte de sustento e confiar em outra fonte qualquer.

Não existe mandinga do bem. Mesmo que muitos afirmem que é só uma brincadeira e que os que discordam da prática sejam radicais demais. Têm coisas que se pode fazer. Existem outras que não se pode negociar. A fé unicamente em Deus é uma das práticas que não se pode negociar nem brincar.

Para começar 2012 com sorte não é necessário iniciar com o pé direito. Antes, se a pessoa estiver de joelhos diante do Senhor, em oração, o ano será recheado de realizações.

Aproveitando, desejo feliz ano-novo para você. Que seja repleto das mais ricas bênçãos que só o doador da vida pode dar.

A Deus, nosso louvor por mais um ano de dificuldades, mas de vitórias também.

26 de dez de 2011

Carimbo sagrado

Escavações em Jerusalém descobrem carimbo antigo, de argila, com dois mil anos de história, que era usado em rituais religiosos.

Arqueólogos afirmam que no carimbo está escrito, em aramaico, a frase “puro para Deus”. Acredita-se que a peça histórica, encontrada próxima ao Muro das Lamentações, ajuda a entender como eram realizados os rituais sagrados no templo. O carimbo era usado para marcar produtos ou objetos.

Veja foto e confira reportagem completa:
http://www1.folha.uol.com.br/turismo/1026182-arqueologos-descobrem-antigo-carimbo-em-jerusalem.shtml

24 de dez de 2011

É Natal! Feliz aniversário, Jesus!

Qual a diferença de significados entre o Natal bíblico e o comercial?

A história do nascimento de Jesus Cristo, narrada na Bíblia Sagrada, não coincide com muitas celebrações do Natal de hoje.

O que é Natal? Do latim natale, é o nascimento. Dia do aniversário de nascimento de qualquer pessoa.

A celebração atual tem comida e bebida típicas, árvore verde com enfeite, Papai Noel puxando trenó, neve ou simulação dela (apesar de no Brasil a festa ser em pleno verão escaldante), Mamãe Noel, amigo oculto, bota na janela para receber presente, guirlanda, presépio e muita luz enfeitando a cidade.

Tudo isso é bonito e pode permanecer, mas não expressa o Natal bíblico. Além, claro, de ser um apelo ao consumismo.

Não podemos trocar o significado das celebrações. Não vamos homenagear a pessoa errada.

Não pode ser Papai Noel o centro das atenções. O aniversariante, que veio trazer vida e salvação aos homens por meio do Seu nascimento, morte e ressurreição, foi Jesus Cristo.

A cidade mais importante nessa época não é o Polo Norte, conforme diz a lenda na versão americana, nem a Lapônia, na Finlândia, como os britânicos afirmam que mora o bom velhinho, nas montanhas geladas de Korvatunturi. A cidade é Belém, em Israel, onde Jesus nasceu.

Os bichos não são renas voadoras e elfos mágicos que produzem, em uma oficina, os brinquedos pedidos pelas crianças do mundo que enviam cartas a Papai Noel. Os bichos foram aqueles que estavam na estrebaria: Bois e jumentos.

A roupa não é vermelha, botas e cintos pretos, cabelos e longas barbas brancas. A casa não tem chaminé e neve no jardim. O carro não é o trenó. Jesus nasceu sem dinheiro, sem enxoval, deitou-se em uma manjedoura, foi enrolado em panos, era noite e lá no Oriente o clima é desértico. Nada da brancura e da maciez da neve.

Não são as crianças que devem receber presentes por escrever cartinhas para Papai Noel e, em troca, ver chegar brinquedos e doces na noite da festa, conforme diz a lenda. Quem deve receber presentes é Jesus. Ele já recebeu tesouros como ouro, incenso e mirra. Jesus não exige nada caro, com laços. O presente que Ele quer é o seu coração. Mas não sejamos extremistas. Você pode demonstrar carinho pela família e pelos amigos dando-lhes uma lembrança.

Ah! Outra detalhe que não deve ser esquecido. A história atual do Natal é uma lenda. Papai Noel não existe, apesar do forte apelo e da inocência das crianças que muitas vezes recebem ensinamento errado ou incompleto dos pais. A história de Jesus é real. A vida, a alegria, a tristeza, a dor, a cura, a salvação, a condenação eterna. Tudo isso é real. Quem pode trazer esperança ao coração do homem?

Um entrega presentes. O outro entregou a vida. Quem você escolhe homenagear?

Diante dos símbolos de Natal que hoje vemos espalhados pela cidade, as luzes das estrelas e o presépio são os que mais se assemelham ao que narra a Bíblia. É uma representação teatral do nascimento do Mestre.

Uma estrela foi a guia que levou os reis magos – que eram pastores de rebanho -, a encontrar Maria, José e o menino. A estrela “ia adiante deles e se deteve sobre o lugar onde estava o menino”. Belo sinal!

O presépio materializa a cena que os magos viram. O menino deitado em uma manjedoura foi o sinal que os magos pastores receberam de Deus para encontrar o Salvador. A estrebaria é o lugar dos bois e dos jumentos. A Bíblia cita que “na estalagem não havia lugar para eles”. Da cena também fazem parte Maria e José, os escolhidos para acalantar o Rei. Os objetos presentes na cena da quela noite, além do espaço físico, foram os três presentes que o menino recebeu. A cena é essa. Simples assim. Nada mais pode enfeitá-la, pois não carece de maiores adornos.

Da simplicidade ao Reino eterno. O Rei tornou-se frágil, bebê indefeso, para cumpri um propósito e conquistar os nossos corações. Como bem diz Max Lucado, na obra Ele escolheu os cravos, “Jesus preferiu morrer por você do que viver toda a eternidade sem você”. Ele nasceu por você. Viveu por você. Morreu e ressuscitou por amar você. Jesus te quer. Você O escolherá?

Apesar das minhas imperfeições, eu escolho viver com Ele e presentear o verdadeiro aniversariante. Feliz aniversário, Jesus!

23 de dez de 2011

Registro de jornalista é desvalorizado

Conseguir registro de jornalista é fácil, fácil. Basta o interessado apresentar RG, CPF, comprovante de residência e carteira de trabalho. Pronto! O Ministério do Trabalho e Emprego concede o registro profissional na área.

Não precisa ter ensino médio ou fundamental completos. Também não é necessário comprovar experiência mínima de trabalho no jornalismo. Formação universitária? Não. Não precisa mais não.

A única diferença entre o registro de um profissional formado e um sem formação é que no primeiro caso o documento apresenta a expressão “jornalista profissional”. Já no segundo, a carteira vem com a inscrição “jornalista/decisão STF”.

Isso porque o Supremo Tribunal Federal, em 2009, derrubou a obrigatoriedade do diploma para o exercício da profissão.

Minha opinião
Lamentável! Os profissionais da imprensa nunca foram tão desvalorizados como nos tempos atuais. Parece brincadeira, mas o Brasil está retrocedendo.

22 de dez de 2011

Rei Davi na Record

O ator Leonardo Brício no papel de rei Davi (Foto: Rede Record)

No dia 24 de janeiro, às 23h, a nova minissérie bíblica da Record irá ao ar. O Rei Davi contará a saga do mais importante monarca de Israel.

A trama, que custou R$ 25 milhões, terá 29 capítulos mostrando a juventude, o amadurecimento, a chegada ao trono e a morte de Davi.

A história foi escrita por Vivian de Oliveira e a direção geral é de Edson Spinello. O elenco conta com atores conhecidos do público como Renata Domingues, Bianca Castanho, Iran Malfitano, Gracindo Jr., Camila Rodrigues, entre outros. O papel de Davi ficará a cargo de Leonardo Brício.

Os atores tiveram diversos workshops sobre os costumes da época, aulas de história, de etiqueta e também de luta greco-romana. O universo bíblico no qual se passa a minissérie exigiu caracterização, figurino e cenário de época. Afinal, a história passou há 2500 anos. É uma viagem ao tempo de Israel na era da monarquia.

A história retrata bem os textos bíblicos, mas os telespectadores não devem esperar que todas as cenas sejam fiéis à Bíblia. Isso porque existe a liberdade de expressão do autor para que a trama seja mais envolvente e ganhe maior audiência. Mas buscou-se a base bíblica para a construção da minissérie.

Veja fotos da minissérie: http://entretenimento.r7.com/rei-davi/

19 de dez de 2011

Evangélicos na Globo

O programa Promessas foi ao ar na Globo no último dia 18. Um momento único se pensarmos que foi a primeira vez que a emissora de TV investiu em um show evangélico.

Tenho duas análises a fazer: Uma, é que vi nisso a resposta de oração. Isso mesmo. Deus jamais deixa uma oração sincera sem resposta. Ele pode dizer “sim” ou “não”, mas sempre ouve Seus filhos.

Sinceramente, como sou do meio jornalístico, sei que não existe “ponto sem nó”, ou seja, que os meios de comunicação não investem gratuitamente em nada. Buscam o retorno financeiro. E a música gospel dá bons lucros. Mas fiquei emocionada, sim, quando vi o apresentador Serginho Groisman convidando para subir ao palco o Diante do Trono, a pastora Ludmila Ferber, Davi Sacer, Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Damares, Regis Danese e o Pregador Luo que louvaram a Deus em um show badalado que foi gravado no Rio de Janeiro, para um público de 20 mil pessoas (os organizadores esperavam 200 mil). Os cantores escolhidos são de peso. Somente Ana Paula Valadão, líder do Diante do Trono, tem 15 anos de carreira e sete milhões de CDs vendidos.

Por que fiquei feliz? Porque há quase vinte anos, quando eu era estudante de Jornalismo, participei de um momento de oração – de madrugada – na Esplanada dos Ministérios. Vários grupos de oração foram formados e o meu foi orar na Torre de TV, clamando a Deus para que os meios de comunicação abrissem espaço para veicular programas evangélicos. Naquele tempo, com exceção do pastor Silas Malafaia, não existiam programas evangélicos na televisão. Alguns pastores se aventuravam pregando nas rádios. Site e revistas nem pensar. Assessoria de imprensa e uma área forte de comunicação nas igrejas eram inexistentes.

Então, quando eu vi a maior emissora de TV do país fazendo um show totalmente evangélico, respeitando nossa linguagem e estilo, realmente é para ver que os tempos são outros e que os evangélicos conquistaram respeito. Antes, só recebiam críticas por meio de reportagens negativas.

Hoje é comum ligar a TV e ver os pastores pregando, até mesmo em rede mundial. Silas Malafaia, por exemplo, tem o programa Vitória em Cristo em rede nacional e também no exterior, nos Estados Unidos e no Canadá. Muitos ministérios já têm seus próprios canais de televisão com Rede Gênesis, IURDTV, Rede Super, Nossa TV, entre outras. Também é simples acessar portais e receber informações das igrejas em tempo real. Muitos cultos são transmitidos ao vivo pela internet. Mas há vinte anos essa conquista era ainda um sonho dos que viam que a igreja precisava sair das quatro paredes e expandir a evangelização pelos meios de comunicação que atingem mais pessoas, no menor espaço de tempo, com a maior praticidade, mas ainda a custos altos. Investir em programas de comunicação não é barato, mas necessário e traz bom retorno para o Reino de Deus.

A segunda análise - Também é preciso dizer que a Globo não produziu esse show de graça por ser simpática ao segmento evangélico. A emissora busca audiência que significa prestígio e lucros financeiros. Uma breve análise já aponta que o programa Promessas teve boa audiência. Isso é fundamental para que outros programas evangélicos sejam produzidos nos próximos anos.

O Ibope disse que a Globo teve 13 pontos de audiência na grande São Paulo. Cada 50 mil televisores ligados correspondem a um ponto de audiência. Os dados ainda não são oficiais, mas dizem que o Promessas obteve cinco pontos a mais do que Temperatura Máxima exibido, no mesmo horário, na semana passada.

Durante a apresentação, a Globo manteve a liderança, ficando à frente da Record, a principal concorrente.

18 de dez de 2011

Evangélicos fazem show na Rede Globo

Regis Danese, Davi Sacer, Fernandinho, Pregador Luo, Fernanda Brum, Eyshila, Damares, Ana Paula Valadão e Ludmila Ferber
(Foto: G1/TV Globo)

Hoje, às 13h, na Globo, será exibido o especial Promessas.

O show foi gravado no Rio de Janeiro e tem a participação de nomes expressivos do meio evangélico com a pastora Ludmila Ferber, Ana Paula Valadão, Fernandinho, Fernanda Brum, Eyshila, Davi Sacer, Damares, Regis Danese e o Pregador Luo.

Sucesso
A música gospel está em alta na imprensa e várias reportagens comentam sobre o sucesso de vendas. Confira a do Correio Braziliense:
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/diversao-e-arte/2011/12/18/interna_diversao_arte,283181/cresce-o-filao-da-musica-religiosa-no-mercado-fonografico.shtml

16 de dez de 2011

Bandido vira pastor e lança filme

Cena do filme "Redenção", com o ator Gerard Butler (Foto: Folha on-line)

Estréia hoje nas telonas o filme "Redenção".

É a história real de um bandido que se converteu e tornou-se pastor. Depois, decidiu trabalhar com projetos sociais e abriu uma creche, na África.

O pastor é interpretado pelo ator Gerard Butler. A produção é norte-americana.

Minha opinião
Tem que conferir para ver se o filme é de qualidade. Mas o roteiro, no mínimo, chama a atenção porque não é todo dia que os evangélicos são bem retratados nas telas do cinema.

13 de dez de 2011

Turismo religioso no DF

O G1 publicou reportagem sobre a diversidade de templos em Brasília.

A cidade tornou-se rota do turismo religioso. Uma observação: O texto não cita os templos evangélicos que são mais de quatro mil, de acordo com o Conselho de Pastores do DF (COPEV/DF). Será por quê?

Mas é interessante ressaltar que, dos sete monumentos considerados patrimônio histórico do DF, três estão ligados à religião: Catedral de Brasília, santuário Dom Bosco e o templo da Legião da Boa Vontade (LBV).

Confira a reportagem:

http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2011/12/diversidade-de-templos-e-crencas-poe-df-na-rota-do-turismo-religioso.html

7 de dez de 2011

Dia da Bíblia

O Dia da Bíblia é celebrado no segundo domingo do mês de dezembro.

Está enganado quem pensa que os livros técnicos ou de auto ajuda são os mais vendidos. A Bíblia é o livro mais vendido do mundo.

No Brasil, este ano foi celebrado 100 milhões de Bíblias impressas pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB). Marca importante uma vez que a SBB é referência quando o assunto é as Sagradas Escrituras. E o Brasil é referência sendo o país com o maior número de cristãos do mundo. Números grandes para festejar um grande livro. Temos até o Museu da Bíblia localizado em Barueri, São Paulo.

Projetos interessantes - Várias instituições organizam atividades voltadas para incentivar a leitura e divulgação da Palavra de Deus.

No último dia 5 de dezembro, foi realizada uma sessão solene, no plenário da Câmara dos Deputados, para comemorar o Dia da Bíblia.

Este ano a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), para celebrar a data, encabeça um projeto voltado para a juventude que se chama A Bíblia Para o Jovem, embasado em Provérbios 3.6 que diz: “Lembre de Deus em tudo o que fizer, e ele lhe mostrará o caminho certo.”

Outro projeto interessante foi a Bíblia feita à mão. Isso mesmo. Os brasileiros fizeram uma cópia da Bíblia manualmente. Foram 24 mil pessoas que participaram do projeto Povos do Mundo Escrevem a Bíblia, uma atividade da instituição Vale da Bíblia, com apoio da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB).

A Bíblia feita à mão tem 2629 páginas escritas em português, sendo produzida durante dois anos, envolvendo 187 igrejas e entidades cristãs. Os sete volumes produzidos – que envolvem todos os 66 livros do Antigo e Novo Testamentos -, depois de encadernados, foram entregues ao Consulado de Israel, em São Paulo. Serão expostos na biblioteca de Bíblias manuscritas da Casa da Bíblia, um museu ainda em construção localizado no Vale da Bíblia, perto da cidade de Jerusalém, em Israel.

O projeto Povos do Mundo Escrevem a Bíblia envolve 60 países na produção de exemplares escritos à mão das Sagradas Escrituras na língua natural de cada um deles. Aqui no Brasil a SBB ficou responsável por mobilizar as cópias, organizando-as em 20 estados.

Na história - Hoje existem gráficas modernas que fazem milhares de cópias de livros. Mas antes da Revolução Industrial, com o avanço da imprensa, os livros eram copiados manualmente.

A Palavra de Deus chegou aos dias de hoje graças ao trabalho dos copistas. Homens que se dedicavam a copiar os textos desde a antiguidade. Na Idade Média, os copistas trabalhavam em recintos chamados scriptorium. A SBB reproduziu o scriptorium em vários estados para relembrar a prática. Uma volta ao passado para evidenciar o quanto foi importante esses copistas na história para que hoje as pessoas tenham um exemplar bíblico nas mãos.

Desde antes de Cristo - A Bíblia manuscrita não é novidade dos tempos atuais. O Antigo Testamento foi escrito à mão, em aramaico (os livros de Ester e de Daniel) e hebraico (os demais livros) ainda antes da era cristã. O Novo Testamento também foi redigido à mão, em grego. Tudo graças a um grupo de pessoas que ficou conhecida como copistas.

Desde tempos antigos, judeus da Palestina tinham postura de reverência pelo texto, pois acreditavam que as letras do texto eram sagradas. O que isso significa? Consideravam as idéias do texto como sagradas e as próprias letras como algo sagrado. Por isso, os copistas tinham a minucia de fazer cópias que não podiam ser diferentes das cópias anteriores. Se mudasse a escrita, era uma afronta ao sagrado. Tinham que fazer as letras exatamente igual à anterior. O copista/escriba fazia as cópias em jejum, do nascer ao por do sol. Fazia as letras e as contava para não haver erros. Eles copiavam as letras e, em meio ao serviço, paravam para se purificar, tomando banho. Copiar era um contato com o sagrado. Por isso eles o faziam em jejum e praticavam o banho de purificação.

5 de dez de 2011

Cantatas da Natal 2011

“Glória”
11 de dezembro, às 19 horas

“Jornada de Esperança”
Coral Jovem de Brasília com 150 vozes
18 de dezembro, às 19 horas

“Celebrai Cristo”
22 de dezembro, às 20 horas
25 de dezembro, às 19 horas

Entrada franca

Local: Igreja Memorial Batista de Brasília
Endereço: Quadra 905 Sul
Contatos: (61) 3244-8806 / http://www.imbb.org.br/

2 de dez de 2011

Sessão solene pelo Dia da Bíblia

Sessão solene em comemoração ao Dia da Bíblia. Na oportunidade, será celebrada a marca dos 100 milhões de Bíblias impressas no país pela Sociedade Bíblica do Brasil.


Data: 5/12/11 (próxima segunda-feira)

Horário: 10 horas

Local: Plenário geral da Câmara dos Deputados

O evento será transmitido ao vivo pela TV Câmara via internet (http://edemocracia.camara.gov.br/).

Divulgue para a sua igreja e para os seus amigos cristãos. Participe! Entrada gratuita.

Informações: http://www.diadabiblia.org.br/

A fé no jornal

Estava folheando os classificados de um jornal de grande circulação em Brasília quando me chamou a atenção dois pequenos anúncios, na coluna religião, que diziam: “Leia Salmo 121 para que você esteja protegido” e “Leia o Salmo 38, três vezes ao dia, durante três dias e publique-o no quarto dia.”

Fiquei pensando que pudesse ser uma corrente. Depois achei que as pessoas que pagaram para publicar esses anúncios devem mesmo acreditar na eficácia da proteção. Do contrário, gastariam tempo e dinheiro?

Essa é a idéia de fé que norteia o mundo atual. Uma crença rasa, superficial mesmo, de um Deus que é muito falado e pouco conhecido na Sua santidade, no Seu profundo amor e promessa de salvação para “todos os que crêem”.

O mundo hoje busca uma espiritualidade de resultados rápidos tipo self service ou pegue e pague a parte da Bíblia que melhor te aprouver e tenha os seus sonhos realizados. Isso funciona mesmo?  Claro que não.

Evangelho a conta gotas é como podem ser classificadas essas publicações - caixinhas de promessa, onde se seleciona um versículo da Palavra e o submete a uma crença momentânea, para suprir uma carência diária. Mas cadê a fé inabalável no Senhor mesmo passando por tempos ruins? A Bíblia diz que Jó passou por tribulações, mas estava firme em Deus.

Essa é uma crença espalhada facilmente entre as pessoas. A Bíblia à medida da crendice popular, cheia de superstições, como se Deus tivesse compromisso em atuar caso a pessoa cumpra a leitura e a publicação. Que fé é essa? Uma fé comparada ao místico onde cabem todas as sortes de coisas: a adivinhação, leitura da mão, previsão futura, feitiço, jogo de búzios, tarô, cartomancia, astrologia. Iguala-se ainda às crença na figa, simpatias em geral, consulta aos mortos e toda a sorte de métodos contrários à pureza e à simplicidade do Evangelho de Jesus que não promete resultados miraculosos, tipo mágica, mas diz para cada pessoa pegar a sua cruz e segui-Lo. A fé não precisa de amuleto. A fé precisa de maturidade espiritual.

1 de dez de 2011

Correio publica meu artigo

Mais uma vez o Correio Braziliense publicou meu artigo. Com o título Evangélicos de Brasília, texto publicado logo abaixo, o artigo cita as atividades dos evangélicos nas igrejas. Desde os trabalhos sociais até os cursos voltados para a família.

A publicação foi no dia 28 de novembro, no editoria de Cidades, coluna Correio do Brasiliense, pág. 22.